sexta-feira, 15 de janeiro de 2021

Boa Noite de Luz e Paz!

 


SINDICATO DOS TRABALHADORES EM EDUCAÇÃO PÚBLICA DO RN REAFIRMA QUE AULAS PRESENCIAIS NA REDE ESTADUAL SÓ SERÃO RETOMADAS APÓS VACINAÇÃO

 

 


Em nota divulgado na quarta-feira(13), o Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Rio Grande do Norte (SINTE/RN) reafirmou que as aulas presenciais na Rede Estadual só serão retomadas após a comunidade escolar ser vacinada em massa contra a Covid-19. A questão voltou à tona após o secretário estadual de educação, professor Getúlio Marques, conceder entrevista nessa quarta-feira (13) anunciando que o ano letivo de 2021 iniciará em 1º de fevereiro no formato híbrido. Ou seja, à distância e presencialmente.

“Porém, o Sindicato relembra que a reabertura das escolas só acontecerá após os professores, funcionários e alunos serem imunizados coletivamente. Essa decisão foi tirada em assembleia virtual da categoria no dia 03 de dezembro de 2020. A ideia é proteger todos os que participam do processo educacional, sobretudo quando os números de casos e mortes pelo novo Coronavírus disparam pelo Brasil. Assim, as aulas deverão voltar apenas virtualmente, continuando assim até que todos sejam vacinados.

No entanto, o SINTE/RN avisa de antemão que chamará paralisações pela vida caso o Governo mantenha a posição de iniciar o ano letivo na forma híbrida antes da vacinação.

A coordenadora geral do SINTE/RN, professora Fátima Cardoso, disse que a deliberação vale para o Estado e os municípios: “Neste momento o diálogo é com o Governo, mas as decisões tomadas pela categoria e o SINTE/RN se estendem ao município do Natal e demais municípios do Estado”.


FORMAÇÃO E INSUMOS

Os professores da Rede Estadual apontam que 2020 foi um ano desafiador. Isto porque tiveram que dar aulas à distância repentinamente, embora muitos não fossem treinados para lecionar virtualmente e tampouco dispusessem dos equipamentos necessários. Por isso, consciente que 2021 também será de desafios, a categoria continua reivindicando da Secretaria Estadual de Educação (SEEC) uma formação sobre o uso de tecnologias e dispositivos voltados a oferta de aulas online.

Ao mesmo tempo exige da SEEC o preparo das escolas para quando do retorno presencial, mesmo após o início da imunização. Assim, cobram que o Estado garanta os insumos necessários para auxiliar na proteção aos professores, funcionários e alunos”, encerra nota.

Sinte- RN

DECRETO DO GOVERNO PREVÊ QUE CASA VERDE E AMARELA ATENDA 1,2 MILHÃO DE FAMÍLIAS ATÉ O FIM DE 2022

 

 

Foto: (pmcongonhas – div)

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) editou nesta quinta-feira (14) um decreto que regulamenta o programa Casa Verde e Amarela, substituto do Minha Casa Minha Vida.

O texto, que estabelece como meta o atendimento de 1,2 milhão de famílias até o fim de 2022, só será publicado no “Diário Oficial da União” desta sexta-feira (15), mas a Secretaria-Geral da Presidência da República antecipou alguns trechos.

Um deles diz que o decreto determina que famílias comandadas por mulheres sejam priorizadas para atendimento com dotações orçamentárias da União e com recursos de alguns fundos. Também terão prioridade, segundo divulgado pelo Palácio do Planalto, famílias de que façam parte pessoas com deficiência, idosos, crianças e adolescentes.

De acordo com a Secretaria-Geral, o decreto trata de critérios e periodicidade para a atualização dos limites de renda e das subvenções econômicas com recursos orçamentários da União.

O texto divulgado pelo governo nesta quinta-feira informa que o Ministério do Desenvolvimento Regional poderá estabelecer outros critérios de priorização, bem como facultar a estados e municípios e às entidades privadas sem fins lucrativos promotoras de empreendimentos habitacionais a inclusão de outros requisitos que relacionados a situações de vulnerabilidade econômica e social locais.

Também são abordados no decreto metas, prioridades, tipo de benefício destinado às famílias, conforme localização e população, e as faixas de renda, bem como a periodicidade, a forma e os agentes responsáveis pela definição da remuneração devida aos agentes operadores e financeiros para atuação no programa Casa Verde e Amarela. Os detalhes, no entanto, não foram antecipados.

Segundo a Secretaria-Geral, o programa terá duas frentes de atuação. Uma buscará produção, aquisição ou requalificação, subsidiada ou financiada, de imóveis novos ou usados.

A outra tem como foco combater a inadequação habitacional através da urbanização de assentamentos precários, da melhoria habitacional rural e urbana e da regularização fundiária urbana.

De acordo com o governo, os imóveis poderão ser disponibilizados aos beneficiários sob a forma de cessão, de doação, de locação, de comodato, de arrendamento ou de venda, mediante financiamento ou não, em contrato subsidiado ou não, total ou parcialmente, conforme grupo de renda familiar.

Os Ministérios do Desenvolvimento Regional e da Economia ou os conselhos gestores dos fundos que constituem recursos do programa são responsáveis pelos critérios de elaboração e priorização de projetos, os procedimentos de seleção de beneficiários, os padrões edilícios e urbanísticos, as atribuições do poder público municipal e estadual, das entidades privadas, a distribuição regional dos recursos e as demais diretrizes e condições gerais para contratação e execução.

O Desenvolvimento Regional define também a remuneração devida aos agentes operadores e financeiros do programa.

A lei que institui o Casa Verde e Amarela foi sancionada por Bolsonaro na terça-feira (12).

Bolsonaro vetou o dispositivo que estendia ao Casa Verde e Amarela as regras do regime tributário aplicáveis às construtoras atualmente submetidas ao regramento do Minha Casa, Minha Vida, que dispõem sobre o recolhimento unificado de tributos equivalente a 4% da receita mensal auferida pelo contrato de construção.

O governo justificou que a proposição não apresenta estimativa de impacto orçamentário nem medidas compensatórias. Além disso, a medida não observa, segundo o Executivo, a legislação que estabelece que o prazo de vigência do benefício fiscal deve conter cláusula de, no máximo, cinco anos.

Com o Casa Verde e Amarela, o governo pretende retomar obras paradas das administrações anteriores e regularizar imóveis de famílias de baixa renda, além de aumentar a oferta e reduzir juros para financiamento imobiliário.

O objetivo do programa é reduzir o déficit habitacional no país, hoje estimado em 6 milhões de moradias, permitindo também investimentos privados e de fundos externos. A meta é atender quase dois milhões de famílias até 2024, com foco no Norte e no Nordeste.

A ideia é que nas duas regiões seja oferecida uma taxa de juros a partir de 4,25%. E um percentual a partir de 4,5% para o Sul, Sudeste e Centro-Oeste.

Ao lançar o Casa Verde e Amarela, o ministro Rogério Marinho (Desenvolvimento Regional), afirmou que o programa busca tratar de forma diferente regiões mais carentes e com índices de desenvolvimento humano mais baixos.

Na ocasião, ele também indicou que, no momento, o programa não deve contemplar novas famílias na faixa com maiores subsídios, que hoje beneficia pessoas com renda de até R$ 1.800. Os contratos já assinados no Minha Casa, Minha Vida, porém, serão concluídos, diz o governo.

O sistema de faixas do Minha Casa, Minha Vida foi alterado no Casa Verde e Amarela. O programa anterior tinha as faixas um (para famílias com renda de até R$ 1.800), um e meio (renda entre R$ 1.800 e R$ 2.600), dois (entre R$ 2.600 e R$ 4.000) e três (entre R$ 4.000 e R$ 7.000).

Agora, serão três grupos. O primeiro, com renda de até R$ 2.000, poderá acessas benefícios como receber imóvel subsidiado, acessar financiamento com juros reduzidos, fazer regularização fundiária e reformas no imóvel.

Os grupos dois (R$ 2.000 a R$ 4.000) e três (R$ 4.000 a R$ 7.000) terão acesso a financiamentos com taxas de juros um pouco mais altas do que o primeiro patamar, além da regularização fundiária. Os detalhes serão definidos em regulamentação posterior.

O novo programa tem como meta regularizar 2 milhões de moradias até 2024.

De acordo com o texto aprovado pelo Legislativo e agora sancionado por Bolsonaro, o governo pode alterar por decreto o valor máximo do imóvel financiado e as faixas de renda das famílias beneficiadas no Casa Verde e Amarela.

FolhaPress

VALOR MÁXIMO DO SEGURO-DESEMPREGO É CORRIGIDO; VEJA QUEM TEM DIREITO

 

 

REPRODUÇÃO

O valor máximo das parcelas do seguro-desemprego passou a ser de R$ 1.911,84 . O benefício máximo aumentou em R$ 98,81 em relação ao valor antigo (R$ 1.813,03) e será pago aos trabalhadores com salário médio acima de R$ 2.811,60.

Os novos valores do seguro-desemprego estão valendo desde a divulgação do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) de 2020, que ficou em 5,45%.

Os valores valem para os benefícios que ainda serão requeridos e também para os que já foram liberados – nesse caso, serão corrigidas as parcelas que faltam e que forem emitidas a partir da entrada em vigor do reajuste.

O valor recebido pelo trabalhador demitido depende da média salarial dos últimos três meses anteriores à demissão. No entanto, o valor da parcela não pode ser inferior ao salário mínimo vigente (R$ 1.100).


Quem tem direito

Tem direito ao seguro-desemprego o trabalhador que atuou em regime CLT e foi dispensado sem justa causa, inclusive em dispensa indireta - quando há falta grave do empregador sobre o empregado, configurando motivo para o rompimento do vínculo por parte do trabalhador.

Também pode requerer o benefício quem teve o contrato suspenso em virtude de participação em programa de qualificação profissional oferecido pelo empregador, o pescador profissional durante o período defeso e o trabalhador resgatado da condição semelhante à de escravo.

Não é permitido receber qualquer outro benefício trabalhista em paralelo ao seguro nem possuir participação societária em empresas.

Com informações do G1


GOVERNO DO ESTADO ADIANTA PARTE DA FOLHA DE JANEIRO E 13º DE 2018; VEJA QUEM RECEBE HOJE

 


O Governo do Estado deposita a primeira parcela do salário do mês de janeiro nesta sexta-feira (15). O adiantamento cumpre o acordo junto a representantes da classe dos trabalhadores, que se estenderá pelo resto do ano após promessa cumprida ao longo de 2020.

Serão R$ 240 milhões depositados na economia potiguar nesta segunda quinzena de janeiro. Recebem o salário integral os servidores cujo rendimento é de até R$ 4 mil (valor bruto), entre ativos, inativos e pensionistas, e toda a categoria da Segurança Pública. Também será adiantado 30% de quem recebe acima desse valor.
Ainda nesta sexta-feira, 15, será paga a integralidade do décimo terceiro salário para a categoria da Segurança Pública que recebe até R$ 3,5 mil. Os servidores das demais áreas, e que recebem até R$ 3.500,00 (líquido), recebem o “décimo” de 2018 no próximo dia 30. Isso correspondente ao pagamento de 54% do funcionalismo do Estado, totalizando aproximadamente R$ 90 milhões.

No próximo dia 30, o Governo do Estado também quita o salário de janeiro com o pagamento dos 70% restantes para quem recebe acima de R$ 4 mil e o salário integral para servidores lotados em pastas com recursos próprios, totalizando uma folha de mais de R$ 490 milhões.
“O Governo quitará a terceira das quatro folhas deixadas pela última gestão com responsabilidade, sem atrasar um único dia o salário dos trabalhadores ou prejudicar os serviços essenciais à população. E não só isso, mas também equilibrando as contas públicas do Estado”, ressaltou o secretário estadual de Planejamento e Finanças, Aldemir Freire.

CONCURSO DA PF COM 1,5 MIL VAGAS TEM EDITAL PUBLICADO; PROVAS SERÃO EM MARÇO

 

 


A Polícia Federal publicou no Diário Oficial da União desta sexta-feira, 15, o edital do segundo maior concurso já promovido pela instituição. São 1,5 mil vagas para agente de polícia, escrivão, papiloscopista e delegado. Há expectativa de convocação de mais 500 excedentes. Os salários iniciais variam de R$ 12 mil a R$ 23 mil. O período para se inscrever no certame vai de 22 de janeiro a 9 de fevereiro, por meio do site da banca organizadora, o Cebraspe.

A taxa varia de R$ 180 a R$ 250, dependendo do cargo. As provas serão realizadas em todas as capitais do país, em 21 de março. Confira o edital no link. Não houve novidades com relação às disciplinas neste edital. O conteúdo se manteve o mesmo cobrado na última seleção, aplicada em 2018. A corporação quer celeridade, para que, em agosto, os aprovados já ingressem na academia e o provimento de cargos ocorra até 31 de dezembro de 2021.

No fim do processo, a PF contará com o maior efetivo de sua história, podendo ultrapassar a marca de 12 mil policiais. Além das provas objetivas e discursivas, a seleção conta com exame de aptidão física, avaliação médica e psicológica, prova oral e prova de digitação para os cargos de delegado e escrivão, respectivamente, avaliação de título e investigação social. Os que passarem por todas as etapas são convocados para o curso de formação, realizado no período de 10 semanas na Academia Nacional de Polícia, em Brasília.

PERÍODO DE INSCRIÇÕES NO PROUNI 2021 TERMINA NESTA SEXTA

 

período de inscrições para o Programa Universidade Para Todos (Prouni) 2021 termina nesta sexta (15) às 23h59.

O Prouni seleciona candidatos para bolsas parciais e integrais em universidades particulares. Um dos critérios de seleção é o desempenho dos candidatos no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

Com o adiamento do Enem 2020 por causa da pandemia, a nota desta edição só será divulgada no fim de março. Por isso, a seleção do Prouni deste primeiro semestre adotará as notas do Enem 2019.

Para se inscrever, é preciso acessar o site oficial do programa: http://prouniportal.mec.gov.br/. É possível escolher até duas opções de instituição, curso e turno.


RN REGISTRA 957 NOVOS CASOS DE CORONAVÍRUS; 03 ÓBITOS NAS ÚLTIMAS 24 HORAS, E OUTROS 08 APÓS EXAMES LABORATORIAIS DE DIAS ANTERIORES

REPRODUÇÃO

A Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap) atualizou os números do coronavírus nesta sexta-feira (15). Foram mais 957 casos confirmados, totalizando 127.847. Na quinta-feira (14) eram 126.890 infectados.

Com relação aos óbitos no Rio Grande do Norte, são 3.149 no total. Foram 03 (três) mortes ocorridas nas últimas 24 horas – (Grossos, São Pedro e Caicó). Óbitos em investigação são 532.

A Sesap também registrou 08 (oito) óbitos ocorridos em dias ou semanas anteriores, após a confirmação de exames laboratoriais. Até quinta-feira (14), eram contabilizados 3.138 mortos.

Casos suspeitos somam 67.535 e descartados são 289.897. Recuperados são 91.645.


COVID-19: VACINAÇÃO NACIONAL TERÁ CARTEIRA DIGITAL E IDENTIFICAÇÃO PELO CPF

 

A carteira de vacinação em papel será substituída pela digital na vacinação da covid-19. FOTO: REPRODUÇÃO


A vacinação nacional contra a covid-19, prevista para ter início na quarta-feira (20), conforme anunciado pelo ministro da Saúde Eduardo Pazuello durante reunião com prefeitos na quinta-feira (14), contará com carteira digital, para registro da dose da vacina, e possibilidade de ser imunizado apenas apresentando o CPF.

“Melhorias no aplicativo Conecte SUS Cidadão vão permitir que a pasta monitore as doses da vacina contra o coronavírus e garanta maior segurança à população imunizada”, afirmou o ministério, por meio de nota. O acesso à carteira de vacinação será por meio do aplicativo do Conecte SUS.

As medidas fazem parte de um processo de modernização do Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunização (SI-PNI) e facilitará o controle do Ministério da Saúde, evitando que uma mesma pessoa tome vacinas de laboratórios diferentes.

“É importante que todos contribuam com essas informações. Hoje, nós temos uma, duas, três vacinas possíveis a serem aplicadas. E quando tiver três, quatro ou 10? Se nós não tivermos o controle, o paciente pode tomar a vacina de uma dose tipo A e nós temos que evitar que ele tome uma segunda dose da vacina B”, explicou Jacson Venâncio de Barros, diretor do Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde (DATASUS).


O sistema ainda permitirá o monitoramento de reações adversas.

A identificação, na hora da vacinação, será realizada por meio do CPF ou do Cartão Nacional de Saúde (CNS). Quem não estiver cadastrado no SUS poderá fazer o resgitro no momento do atendimento, segundo a pasta.

“O DATASUS desenvolve um certificado de vacinação em formato PDF e com QRCode de validação para manter a garantia de segurança do documento emitido”, diz a nota.

R7

RN MAIS VACINA INICIA AUTOCADASTRAMENTO NA SEGUNDA-FEIRA

 

Foto: Sandro Menezes/ASSECOM/RN

O Governo do Estado lançou oficialmente nesta sexta-feira (15) o sistema RN Mais Vacina para monitorar o processo de vacinação contra a Covid-19. O sistema vai registrar a chegada da vacina enviada pelo Governo Federal, a transferência aos 167 municípios e a aplicação que será feita pelas secretarias municipais de saúde.

Na próxima segunda-feira (18) o RN Mais Vacina estará disponível para o cidadão iniciar o autocadastramento, que não é obrigatório, mas importante para agilizar o processo. Dentro da estruturação do estado para a vacinação, a governadora Fátima Bezerra anunciou também a compra de mil tablets que serão utilizados nas 711 salas de vacinação ativas nos municípios. O equipamento vai agilizar o cadastramento e o controle da aplicação.

O RN Mais Vacina é resultado de uma parceria firmada pela administração estadual com a Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), através do Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde (LAIS). “O sistema cumpre papel fundamental para a transparência de todo o processo e assegurar o uso da vacina de forma justa e eficaz. Faremos o rastreamento da vacina em todo o RN”, afirmou a governadora Fátima Bezerra. O transporte e guarda da vacina será acompanhado pelas polícias militar e civil do Estado, com apoio das polícias Federal e Rodoviária Federal.

A chefe do Executivo estadual confirmou ainda a parceria com a Cosern para instalação da rede de frio necessária para a conservação da vacina. São 95 geladeiras especiais e dois refrigeradores científicos para os municípios e para a Unicat, órgão que vai armazenar as vacinas em Natal antes da distribuição às centrais de distribuição aos municípios localizados em Mossoró, Caicó, Santa Cruz, São José do Mipibu, Pau dos Ferros e João Câmara. A Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) já dispõe de 900 mil seringas e agulhas, quantidade suficiente para a primeira fase, e está adquirindo mais 2 milhões de unidades.

Para iniciar a vacinação o RN agora aguarda apenas a decisão do Governo Federal sobre a compra e envio das vacinas e o calendário para aplicação. “Estamos confiantes e esperançosos que a vacinação começará na próxima quarta-feira como declarou o ministro da saúde, Eduardo Pazzuelo. Na próxima terça-feira estarei em Brasília para a reunião dos governadores com o Ministério da Saúde. Espero que não haja mais adiamentos e que o Governo Federal confirme o calendário de vacinação”, declarou a gestora estadual durante a entrevista coletiva no auditório da Governadoria.

SPUTNIK E ENEM

O Governo do RN e o Consórcio Nordeste iniciaram contatos com o laboratório União Química para aquisição da vacina Sputnik V, de origem russa, como forma de ampliar a disponibilidade do imunizante à população.

Sobre a transferência de dez pacientes com Covid-19 de Manaus para Natal com a finalidade de desafogar o sistema de saúde da capital amazonense, a governadora disse que eles serão atendidos no Hospital Onofre Lopes, da UFRN.

“É um ato de solidariedade. Neste momento precisamos todos colaborar e ajudar. Só assim vamos vencer a pandemia”, afirmou Fátima Bezerra que ainda se posicionou a favor do adiamento do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). “É lamentável o não adiamento do Enem. O momento é de crescimento da pandemia. Considero extremamente adequado e necessário o adiantamento e o pedido dos governadores neste sentido. Infelizmente o governo federal não foi sensível a este pleito justo e sensato. O mais adequado e recomendado é o adiamento”, declarou.

COVID: BRASIL REGISTRA 1.038 ÓBITOS E 66 MIL CASOS NAS ÚLTIMAS 24H

 

O Ministério da Saúde divulgou os dados mais recentes sobre o coronavírus no Brasil nesta sexta-feira (15):

– O país registrou 1.038 óbitos nas últimas 24h, totalizando 208.133 mortes;

– Foram 66.047 novos casos de coronavírus registrados, no total 8.390.341 pessoas já foram infectadas.

– O número total de recuperados do coronavírus é 7.359.353, com o registro de mais 19.650 pacientes curados. Outros 822.855 pacientes estão em acompanhamento.

PRAZO PARA RECORRER DE AUXÍLIO-DOENÇA NEGADO ACABA AMANHÃ

 

O segurado do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) que teve o auxílio-doença negado em 2020 pode agendar uma nova perícia médica até amanhã (16). O pedido deve ser feito pelo aplicativo Meu INSS ou pelo telefone 135.

Pode recorrer da decisão quem pediu o adiantamento do auxílio e teve o benefício negado e quem requereu o auxílio-doença a partir de 1º de fevereiro de 2020, mas não conseguiu passar pela perícia médica.

Desde setembro, as perícias voltaram a ser presenciais nas 491 agências do INSS em todo o país, após meses de atendimento virtual por causa da pandemia da covid-19. Apenas os médicos peritos pertencentes a grupos de risco – como pessoas com mais de 60 anos, grávidas, lactantes e pessoas com doenças graves – continuam trabalhando remotamente.

Ao ir para a perícia, o segurado deverá levar todos os documentos que comprovem o motivo do afastamento do trabalho, como laudos, exames, atestados e receitas médicas. O auxílio-doença é pago a empregados que não podem ir ao trabalho por mais de 15 dias em decorrência de enfermidade ou de acidente.

Para evitar a aglomeração de pessoas nas agências, o INSS antecipou, entre março e novembro, parte do auxílio doença. O segurado recebeu um adiantamento de até R$ 1.045 – valor do salário mínimo no ano passado – sem a necessidade de perícia. Após a confirmação do benefício pelo médico perito, a quantia recebida antecipadamente seria descontada dos futuros pagamentos.

De acordo com o INSS, a diferença entre o salário mínimo e o valor do auxílio doença, caso este seja superior ao mínimo, foi paga em dezembro. Eventuais ajustes estão sendo feitos neste início de 2021.

CONCURSO IBGE 2021: PRIMEIRO DE 3 EDITAIS JÁ PREVISTOS OFERECE 6.500 VAGAS TEMPORÁRIAS



Neste ano, certamente não vão faltar oportunidades para quem deseja conquistar uma vaga no Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Isso porque, até o momento, já estão previstos nada menos que três editais para o concurso IBGE 2021, que visam a seleção de profissionais de níveis médio e superior.

O primeiro deles irá oferecer 6.500 vagas temporárias para as pesquisas feitas regularmente pelo Instituto, abordando temas como Educação, Trabalho, Saúde e Economia no Brasil. Em setembro de 2020, foi publicada a portaria que autoriza a realização do certame.

De acordo com o texto, o edital deve ser lançado em até seis meses contados a partir da publicação da portaria, ou seja, até março de 2021. O IBGE pretendia divulgar o documento ainda em 2020, mas com a pandemia e o processo de seleção da banca organizadora houve um atraso na publicação, que deve sair em breve.

Serão duas seleções, uma a nível nacional e outra regional, para o estado do Rio de Janeiro. Para a seleção nacional, são previstas 6175 vagas para agente de pesquisa e mapeamento e supervisor de coleta e qualidade, que serão distribuídas entre todo o país. Já a seleção regional terá 325 vagas para os cargos de agente de pesquisa por telefone e supervisor de pesquisa.

Segundo informações da Folha Dirigida, duas bancas estão cotadas para assumir a organização do certame. A Fundação Getulio Vargas (FGV) seria a responsável pela seleção nacional, enquanto o Instituto de Desenvolvimento Educacional, Cultural e Assistência Nacional (Idecan) deve organizar o certame regional.

Concurso IBGE 2021

O próximo edital autorizado do IBGE irá selecionar até 6.500 temporários de níveis médio e superior. O contrato de trabalho terá duração de até um ano, com possibilidade de prorrogação. Confira a seguir a distribuição das vagas ofertadas no processo seletivo:

  • Agente de pesquisa e mapeamento (nível médio) – 5.623 vagas;
  • Supervisor de coleta e qualidade (nível médio) – 552 vagas;
  • Agente de pesquisa por telefone (nível médio) – 300 vagas;
  • Supervisor de pesquisa (nível superior) – 25 vagas.

Vale lembrar que os profissionais selecionados irão atuar nas pesquisas permanentes do Instituto, de natureza estatística e geocientífica, e não no Censo Demográfico, que também irá ocorrer em 2021.

No momento, o Instituto está selecionando a banca organizadora do certame, cujo edital deve ser publicado até março de 2021. A remuneração para cada cargo ainda não foi informada.

Censo 2021 – Editais previstos

O Censo Demográfico é um levantamento realizado a cada 10 anos que serve como referência para conhecimento das condições de vida da população em todo o país. Por meio da pesquisa, é possível identificar o número de pessoas que residem no Brasil, sexo, faixa etária, onde e como elas vivem.

Um novo Censo está previsto no Projeto de Lei Orçamentária Anual (PLOA) 2021. Desta forma, o IBGE deve realizar pelo menos três concursos em breve para selecionar profissionais que irão atuar na pesquisa. O processo já havia sido iniciado em 2020, mas foi suspenso em função da pandemia e será retomado nos próximos meses.

Ao todo, a seleção vai ofertar 208.695 vagas temporárias para níveis fundamental e médio, assim distribuídas:

Nível fundamental

  • Recenseador – 180.557 vagas.

Nível médio

  • Agente censitário municipal – 5.462 vagas;
    Agente censitário supervisor – 22.676 vagas.

A remuneração é de R$ 2.100 para o cargo de agente censitário municipal e de R$ 1.700 para agente supervisor, além de R$ 458, referentes ao auxílio-alimentação, para ambos os cargos. Já para recenseador, os salários podem variar de acordo com a região.

Os outros dois editais previstos para 2021 somam 312 vagas, sendo que um deles já recebeu o aval do Ministério da Economia. Neste caso, são 192 vagas para os cargos de agente censitário de pesquisa por telefone, que exige nível médio, e supervisor censitário de pesquisa e codificação, de nível superior.

Já o edital que aguarda autorização da pasta deve oferecer 120 vagas para codificador, carreira que exige nível médio. Nos dois casos, o Instituto já está em fase de seleção da banca organizadora.

A contratação dos candidatos aprovados no primeiro edital devem ocorrer a partir de julho de 2021, uma vez que eles irão atuar diretamente na pesquisa. Já os selecionados no segundo certame serão contratados a partir de fevereiro de 2022, após a realização do Censo, já que estes são os profissionais que atuam no processamento dos dados.

Para mais informações, consulte os editais a seguir:

quarta-feira, 13 de janeiro de 2021

PREVISÃO É DE POUCA CHUVA NO RN DURANTE PRIMEIRO TRIMESTRE DE 2021

2020 foi o segundo ano em sequência de melhora de chuvas. Foto: José Aldenir/Agora RN


O Governo do Rio Grande do Norte, por meio da Secretaria da Agricultura, da Pecuária e da Pesca (Sape), divulgou nesta terça-feira 12 o balanço das chuvas em 2020 e as perspectivas para o primeiro trimestre de 2021 no estado potiguar. 

De acordo com a Empresa de Pesquisa Agropecuária do RN (Emparn), a previsão para estação está dentro da normalidade, com um período de chuvas abaixo da média de janeiro até março, devido a influência do fenômeno ‘La Niña’, sem expectativa de seca no interior do estado. 

Na apresentação dos dados, o maior volume de chuvas será para região Oeste do RN com o maior volume com a estimativa de 315 milímetros (mm); as regiões Leste e Central do RN, deverão receber, cada uma, 250 mm; E a região Agreste tem previsão de 188 mm de volume. 

Segundo o chefe da unidade instrumental de meteorologia da EMPARN, Gilmar Bristot, o esperado em milímetros de chuvas para todo o litoral do Rio Grande do Norte é de 315 milímetros, já em Natal é esperado cerca de 250 mm. 

“Este ano a previsão de chuvas não está tão expressiva quanto no ano passado, quando Natal superou 2.000mm, no mesmo período. Nos últimos anos o volume de chuvas nesse início de ano não é tão expressivo aqui, por isso com a previsão de baixa, esperamos aí 315 mm no litoral nesse início de ano” explicou. 

2020 foi o segundo ano em sequência de melhora de chuvas, no período de abril a junho, com concentração maior de chuva na região Oeste, acrescenta Bristot. “Em 2020 houve melhora de chuvas para a região oeste e boa distribuição em toda região. Agora na região do Trairi tivemos maior dificuldade, com açudes mais vazios”, conta. 

Para a capital potiguar, as análises ainda apontam que as temperaturas máximas esperadas deverão variar entre 28°C e 33°C e as mínimas, entre 24°C a 26°C. No interior, em algumas cidades do Alto Oeste a temperatura máxima poderá chegar a 38ºC e ter uma queda durante a noite, podendo registrar a mínima de 27ºC. Na região serrana a temperatura mínima poderá registrar 23°C.

NASCIDOS EM JUNHO PODEM SACAR AUXÍLIO EMERGENCIAL A PARTIR DE HOJE

Cerca de 3,4 milhões de beneficiários do auxílio emergencial e do auxílio emergencial extensão nascidos em junho poderão sacar a última parcela do benefício a partir desta quarta-feira (13). Eles poderão sacar ou transferir os recursos da conta poupança social digital. Foram creditados cerca de R$ 2,5 bilhões para esse público nos ciclos 5 e 6 de pagamentos.ebc Nascidos em junho podem sacar auxílio emergencial a partir de hojeebc Nascidos em junho podem sacar auxílio emergencial a partir de hoje

Desse total, R$ 2,2 bilhões são referentes às parcelas do auxílio emergencial extensão e o restante, cerca de R$ 300 milhões, às parcelas do auxílio emergencial.

O dinheiro havia sido depositado na conta poupança digital em 30 de novembro para os beneficiários do ciclo 5 e em 18 de dezembro para os beneficiários do ciclo 6. Até agora, os recursos podiam ser movimentados apenas por meio do aplicativo Caixa Tem, que permite o pagamento de boletos, de contas de água, luz e telefone, compras com o cartão virtual de débito pela internet e compras em estabelecimentos parceiros por meio de maquininhas com código QR (versão avançada do código de barras).